Vacinação contra a gripe: 44% do grupo prioritário ainda não se imunizou em MG

Redação 02/07/2024
Atualizada 2024/07/02 at 2:15 PM
Vacinação contra a gripe: 44% do grupo prioritário ainda não se imunizou em MG
Inscreva-se no Google News do Portal de Recuperação

As unidades do SUS continuam a campanha de vacinação contra a gripe em todo o estado de Minas Gerais. De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina salva vidas e previne milhões de casos graves e óbitos pela infecção causada pelo vírus da influenza.

A mobilização dos municípios mineiros pela Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe, iniciada em março, já contabilizou mais de 4,7 milhões de doses aplicadas. Até o momento, 47% do grupo prioritário da ação – composto por 8,8 milhões de pessoas – receberam a dose da vacina no estado. Os dados são do painel de imunizações do Ministério da Saúde.

A meta das autoridades de saúde é vacinar 90% de cada um dos grupos prioritários — como gestantes, idosos, crianças e povos indígenas. Mas, por conta da disponibilidade de doses, o Ministério autorizou, no começo de maio, a ampliação da imunização para todas as pessoas acima dos seis meses de idade.

A decisão aconteceu por conta da disponibilidade de doses da vacina e pelo momento epidemiológico. Segundo o diretor do Departamento do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Eder Gatti, a medida busca garantir uma maior cobertura vacinal e, consequentemente, uma redução nas complicações e internações causadas pela gripe.

“Então, se há disponibilidade da vacina e o vírus da influenza – da gripe – está circulando, nós devemos ampliar o acesso das pessoas para que elas se vacinem, diminuam seu risco de adoecimento de formas graves da doença e diminuam a circulação do vírus na comunidade.”

O Ministério da Saúde ressalta que a vacinação é uma das ferramentas mais eficazes para evitar surtos e garantir a saúde da população durante as estações do outono e inverno.

O subsecretário de Vigilância em Saúde de Minas Gerais, Eduardo Prosdocimi, convida a população mineira a comparecer aos postos de vacinação.

“A vacina da influenza está disponível nos postos de saúde e a gente chama a população para que tome a vacina e que com isso a gente tenha um período sazonal com menor número de internações, menor número de casos graves que a vacina certamente contribui para um cenário melhor.”

Patos de Minas, no Alto Paranaíba, registra uma cobertura vacinal acima da média estadual. O município vacinou, até o momento, mais de 50% de pessoas do grupo prioritário. Ao todo, foram aplicadas mais de 41 mil doses da vacina trivalente.

Como estratégia para aumentar as taxas de vacinação, a prefeitura investe na divulgação das datas, dos locais, dos grupos a serem atendidos com prioridade, com mensagens de reforço à importância de todos se vacinarem.

A tática funcionou para a psicóloga Nathalia Mota, de 35 anos, que mora no bairro Aurélio Caixeta.

“Não sou de nenhum grupo de risco, mas convivo com pessoas que são — e acredito que esse seja um fator que ressalta ainda mais a importância da imunização.”

Faça parte do Movimento Nacional Pela Vacinação e diga sim para a vacina contra a gripe. Procure uma Unidade Básica de Saúde com a Caderneta de Vacinação ou documento com foto.

Para mais informações, acesse: www.gov.br/vacinacao.

VSR: Fiocruz alerta para o aumento nas internações por infecções respiratórias

Casos de SRAG registram aumento contínuo no Brasil; alerta Fiocruz

Brasil registra sinalização de queda no número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave

Fonte: Brasil61

Inscreva-se no Google News do Portal de Recuperação
Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *